2009/01/19

cornucópia

diziam-me que, na nossa vida, algo há de interessante sempre a acontecer. que tudo dependia das nossas prioridades.
acho que depende mais do foco de atenção. de se tomar atenção, em geral.
li ontem ou no mês passado um texto que dizia que, nos momentos de vigília, éramos assaltados por memórias, farrapos de consciência, sem relação com o momento em que ocorrem. memórias de textos, perfumes, situações... estrofes inteiras, por vezes.
padeço muito disto, eu. e tenho tendência a distrair-me quanto ao foco de atenção. tenho tendência para uma abordagem mais pelo aspecto negativo das coisas. não será grave quando controlado ou relativizado. muitas vezes permite-me divertir-me muito mais dos que os restantes.
mas esta abordagem da vida pode tornar mais difícil viver.

um ponto de vista ético não pode assentar exclusivamente a uma contabilização de comportamentos, respostas a situações. é necessário considerar não só os actos, as acções, mas também os acontecimentos. aquilo que nos acontece é importante, não só o que fazemos acontecer.

joguei no euromilhões, pela primeira vez, na passada sexta-feira. (eu faço planos tão tão bem...)

1 comentário: